Brasão

por admin publicado 18/12/2014 10h00, última modificação 19/12/2014 13h32
Brasão de Sinop

Esperança e Progresso


Brasão Sinop

 

Legislação

O Decreto nº 23/81, de 27 de outubro de 1981, oficializa o Brasão de Armas e a Bandeira de Sinop. Na época sob a gestão do prefeito nomeado Oswaldo Paula.

Características

Representado por um escudo flamengo-ibérico ou português, em verde, com um ribeiro ondeado em prata e aguada de azul, acompanhado na parte superior de uma estrela em ouro com cinco raios, e na parte inferior uma roda dentada. Acima do escudo, uma coroa mural de oito torres, com cinco torres aparecendo em primeiro plano, em prata.

Na parte exterior do escudo, à direita um ramo de café frutado e à esquerda duas hastes de arroz com cachos, ambos ao natural, enlaçados por um listel de azul, contendo, em letras em prata, o topônimo “Sinop”, tendo à direita o ano de 1974, da fundação do município, e à esquerda o ano 1979, da emancipação, ambos em prata. 

Simbolismo 

Conforme a tradição portuguesa, da qual herdamos os cânones e regras, o brasão de Sinop tem a coroa mural que o sobrepõe, sendo o símbolo universal dos brasões de domínio classifica a cidade presenteada da Segunda Grandeza, ou seja, Sede da Comarca.

A estrela em ouro representa a empresa fundadora da cidade, a Colonizadora Sinop. A cor verde do escudo significa a civilidade, alegria e fartura; aluda aos campos e às matas; é a cor que simboliza a esperança.

Na faixa, um ribeiro de prata aguado em azul representa, na sua grandeza, o Rio Teles Pires, que se oferece, restrategicamente, a premiar a cidade.

O galho de café frutado e as hastes de arroz com cachos lembram dois produtos básicos, frutos da terra fértil e dádivas de Sinop, sendo os dois primeiros produtos a serem cultivados no município.

No listel em azul, evocando a serenidade, o amor e a dedicação de seus filhos, o topônimo identificador ‘Sinop’, inscritos em letras prateadas com os anos de fundação e emancipação inscritos nos lados.