Aprovada Moção de Repúdio ao governador por aumento de imposto

por Gilson Santos publicado 09/07/2019 12h00, última modificação 10/07/2019 17h43
Aprovada Moção de Repúdio ao governador por aumento de imposto

Foto: Gilson Carlos

Assessoria Câmara Municipal

O documento de autoria do vereador Dilmair Callegaro (PSDB) recebeu apoio da maioria dos vereadores, em desfavor do governador Mauro Mendes (DEM), por conta do Projeto de Lei Complementar 053/2019 em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, e que prevê uma minirreforma tributária, com aumento de impostos.

O vereador tucano elencou os diversos setores que serão atingidos como a cadeira produtiva da carne, medicamentos, etanol, material de construção, energia elétrica rural e até mesmo a energia solar, hoje isenta, entre outros.

Durante a discussão da matéria e em contraponto aos vereadores que sugeriram a retirada ou que aguardassem pelos próximos movimentos do governo, Dilmair Callegaro lembrou que o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (PSB), prometeu esforço concentrado. “Se deixar para semana que vem eles vão pôr para votar. O presidente da Casa falou que vão trabalhar, se preciso, sábado, domingo, de tarde, de noite, de manhã, de madrugada, para que esse projeto seja votado.”

Dilmair justificou sua contrariedade a proposta do governo. “Eu não concordo. Eu estou repudiando. Eu acho retrocesso você aumentar a carga tributária da população que não aguenta mais pagar”, desabafou.

Votaram contra a Moção de Repúdio ao governador os vereadores Ícaro Severo (PSDB), Leonardo Viseira (PP) e Luciano Chitolina (PSDB). O vereador Joaninha (MDB), se absteve.