Reprovado projeto de parcelamento de tributos no cartão de crédito

por Gilson Santos publicado 13/08/2019 17h05, última modificação 13/08/2019 17h06
Reprovado projeto de parcelamento de tributos no cartão de crédito

Foto: Gilson Carlos

Macos Silva/Assessoria Gabinete 

O projeto proposto pelo vereador Adenilson Rocha (PSDB), que permite o parcelamento de dívidas de contribuintes com o município nos cartões de crédito e débito, foi reprovado pela maioria dos vereadores na sessão desta segunda-feira (12). Na semana passada o projeto foi aprovado em primeira votação, porém ele seguiu o rito normal e passaria por mais duas votações e foi derrubado na segunda.

Atualmente, a única opção de pagamento é por boleto. “A ideia era modernizar e facilitar o pagamento dos impostos e tributos pelos contribuintes. Atualmente os cartões são meios de pagamento muito utilizados e comuns aos brasileiros”, comentou Adenilson.

O projeto estava com pareceres favoráveis de todas as comissões competentes, do jurídico da câmara e do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM).

A utilização do cartão traz benefícios para ambas as partes. “De um lado o município poderia receber imediatamente o valor do tributo por meio do cartão de crédito, especialmente no parcelamento de dívidas fiscais, sem o risco de o devedor desistir de seu pagamento no decorrer do tempo. Já o contribuinte, realizando o pagamento via cartão, finda seu débito com o município, cumprindo seus deveres tributários e diminuindo a inadimplência”, justificou o vereador Rocha.

Votaram contra o projeto os vereadores: Mauro Garcia, Professor Hedvaldo, Maria Jose da Saúde, Joacir Testa, Tony Lenon, Lindomar Guida, Professora Branca e Joaninha. O presidente da casa, Remído Kutz, também se pronunciou contrário ao projeto.